Ir al contenido

Colômbia é um paraíso para a observação de aves. Seja como atividade científica ou simplesmente experimental. É um lugar surpreendente.

Helge Vjoorlo

Sueco

Encuesta

Você utiliza aplicativos para dispositivos móveis com informação sobre destino quando viaja para Colômbia ou outros países?

Resultados
interna_que_hacer_avistamiento_de_aves.jpg

Estás en:

Inicio > Turista internacional > O que fazer? > Natureza > Observação de aves > Observação de aves nos Cordilheira Central dos Andes

Observação de aves na Cordilheira Central dos Andes

Espécie nativa Rede-bellied Grackle (Hypopyrrhus pyrohypogaster)

Espécie nativa Rede-bellied Grackle (Hypopyrrhus pyrohypogaster) /Fot. Juan David Ramírez/

A Cordilheira Central é a mais antiga das três cordilheiras dos Andes de Colômbia e apresenta uma grande variedade de habitats, bosques, zonas de cultivo e populações humanas.

Os principais departamentos pelos quais esta cordilheira se estende são: Antioquia, Caldas, Risaralda, Quindío e Tolima. Está rodeada ao Oeste pelo vale do Rio Cauca, ao Este pelo vale do Rio Magdalena, ao Sul pelo Maciço colombiano e ao Norte pelas terras baixas do Caribe.

Bosque úmido montanhoso e pré-montanhoso e páramos são habitats predominantes nesta região de Colômbia onde entre 2.000 e 3.000 milímetros de chuvas se dão cada ano.

Ainda que esta região conte com várias áreas protegidas, o bosque pré-montanhoso foi fortemente afetado por atividades de gado e agrícolas, especialmente a plantação de café. Algumas áreas ainda se conservam ao Norte da cordilheira onde novas espécies de aves foram recentemente encontradas.

Observação de aves na Cordilheira Central dos Andes

Tawny Antpitta (Grallaria quitensis)

Tawny Antpitta (Grallaria quitensis) /Fot. Diego Calderón Franco/

Ultrapassando as 800 espécies de aves, os andes da Colômbia fazem parte do Biodiversity Hotspot mais rico e diverso do planeta. Na Cordilheira Central as opções para observar aves se dividem principalmente entre a área do norte (Medellín e cercanias) e do centro (Triângulo do Café).

Umas 120 espécies são de especial interesse por ser nativas como o formigueiro Parker's Antbird (Cercomacra parkeri), recentemente descritas como a cotinga Chestnut-capped Piha (Lipaugus weberi), ou ameaçadas de extinção em algum grau como a gralaria Brown-banded Antpitta (Grallaria milleri).

Paisagens antigas que albergam o canto do vento, o caminho ritual das aves no céu.

Ao Norte da cordilheira se registraram mais de 300 espécies incluindo nativos como o tapaculo Stiles’s Tapaculo (Scytalopus stilesi), o torito White-mantled Barbet (Capito hypoleucus), o cacique Rede-bellied Grackle (Hypopyrrhus pyrohypogaster) e a tangara Multicolored Tanager (Chlorocrysa nitidissima) os quais podem ser observados nos municípios de Amalfi e Anorí, bem como nas proximidades de Medellín.

Para o sul, nas imediações de Manizales, Pereira e Armênia existem muitíssimas áreas de excelente qualidade para a observação de aves.

Purplish-mantled Tanager (Iridosornis porphyrocephala)

Purplish-mantled Tanager (Iridosornis porphyrocephala) /Fot. Diego Calderón Franco/

Ali, se podem ver nativos como a pava Cuaca Guan (Penelope perspicax) e especialidades como o frutero Rede-ruffed Fruitcrow (Pyroderus scutatus), bem como uma grande quantidade de tapaculos, gralarias e tangaras de montanha.

Visitar todas estas zonas se consegue facilmente por rodovia ou voando entre as cidades principais desta região.

Descargas:



Nesta zona encontra muitíssima mais natureza por descobrir:

Contato

Proexport Colombia
Calle 28 A Nº 13A-15 Piso 36
E-mail: Correo electrónico info ARROBA colombia PUNTO travel

Colombia | Marca País Ministry of Commerce, Industry and Tourism Fondo de Promoción Turistica Proexport Colombia