Ir al contenido

Encuesta

Você utiliza aplicativos para dispositivos móveis com informação sobre destino quando viaja para Colômbia ou outros países?

Resultados

Estás en:

Carnaval de Riosucio: uma oposição à tristeza

  • Lugar: Riosucio, Caldas
  • Região: Triângulo do Café
  • Data: janeiro 2 - 12, a cada dois anos, em anos ímpares
  • Duração: 10 dias.
O Carnaval de Riosucio

O Carnaval de Riosucio /Foto: Space Monkey!/

A cada dois anos, entre 2 e 12 de janeiro, em anos ímpares, em Riosucio, é realizado o Carnaval do Diabo, uma verdadeira demonstração de tradição, onde a miscigenação do povo colombiano ganha espaço numa grande festa lúdica e onde a realidade se diverte e se transforma através da magia da dança, do disfarce, da palavra, da poesia e da música.

A surpreendente história do Carnaval de Riosucio

Na época da Colônia surgiu a inimizade entre dois povos: o Quiebralomo Real de Minas, população mulata, um dos reais de minas mais ricos da América no século XVI administrado pelos espanhóis a serviço do rei de Espanha e o La Montaña, povo indígena.

Depois de um século de confronto e graças à intervenção de dois sacerdotes católicos, que ameaçaram aos habitantes dos dois povoados com a condenação eterna se continuassem em guerra, acabaram compartilhando território, dando assim a origem à atual população de Riosucio.

Para selar o pacto de paz os dois povos se juntaram nas festividades de Reis Magos de 1847. Rapidamente a celebração de Reis Magos se transformaria, pois o guardião da paz e que sempre estaria para recordar-lhes a palavra que deram aos sacerdotes, seria um diabo mestiço que se nutriu das danças ancestrais africanas, dos cerimoniais indígenas dedicados ao sol e à terra, da tradição dos europeus que vinham em procura da liberdade e que viram na América, seu paraíso.

O Diabo do Carnaval de Riosucio

O Diabo de Riosucio é um sincretismo cultural, cuja imagem reúne alguns elementos do diabo judeu-cristão, mas que conceitualmente não está unido à significação do mal. O Diabo do Carnaval é o protetor da festa. Como bem o descrevem os textos do site oficial do Carnaval, o Diabo riosuceño é:

…um estado anímico herdado da tradição cultural aborígene da mistura de culturas e raças que viveu na parte ocidental do que hoje se chama Caldas. É um espírito inspirador de muitas coisas como a preparação dos ouvidos para a música e do corpo para a dança. É quem inspira aos escritores e poetas para fabricar os versos e canções. [...] …Como símbolo é o fiel reflexo da máscara da vida. É posto como figura central para depois ser queimado, em atos cerimoniais de brincadeira. [...] Sua figura muda com o decorrer dos tempos e em nenhum momento é um ídolo. Está no coração amável de cada riosuceño, para tornar o Carnaval possível.

A República do Carnaval

O Carnaval de Riosucio: patrimônio imaterial cultural de Colômbia.

O Carnaval está regido por um Governo soberano, composto por presidente, prefeito e funcionários públicos, como autoridades que devem ser obedecidas pelos nativos e visitantes. É o encarregado de emitir leis com disposições que decretam paz, fraternidade e alegria.

Além do Governo soberano, a República do Carnaval tem o matachín, o decretero, o voceador, o porta-bandeira, os cuadrilleros e os dirigentes da quadrilha juvenil e infantil, seus personagens principais, pois são eles os realizadores da festa.

Carnaval de Riosucio: o carnaval mais longo da Colômbia

O Carnaval de Riosucio

O Carnaval de Riosucio /Foto: acme-/

O Carnaval de Riosucio tem a característica de ser a festa mais longa da Colômbia e talvez do mundo, pois começa em julho com o Decreto de Instalação da República do Carnaval e culmina em janeiro, quando a festa chega a seu fim com o Testamento, despedida da diversão que se faz com o Enterro do Calabouço e a Queima do Diabo, dando fim ao feitiço do “guarapo” ou chicha forte de cana e aceitando o final do reinado do Diabo… até o próximo Carnaval.

Os decretos, o convite, a entrada do diabo, as quadrilhas, o testamento são uma sucessão de eventos que fazem do Carnaval uma experiência única, um encontro de rios de gente que se unem no prazer de uma manifestação cultural altamente estética.

As comparsas

As comparsas cantadas no domingo são talvez a atividade mais importante dentro do Carnaval. Diferentemente das manifestações do Carnaval do Rio, que são de rua e têm ao redor de 300 pessoas, as de Riosucio são de câmara, e têm ao redor de 12 pessoas, número adequado para a sala de uma casa.

O talento, a imaginação, o colorido e o luxo dos disfarces fazem desta manifestação artística dominical um ato muito especial, pois é o resultado de dois anos de preparação em busca de manter viva a tradição de um povo que vive e vibra ao ritmo endiabrado de seu Carnaval.

Para maior informação, o convidamos a conferir o portal oficial do Carnaval de Riosucio.

Contato

Proexport Colombia
Calle 28 A Nº 13A-15 Piso 36
E-mail: Correo electrónico info ARROBA colombia PUNTO travel

Colombia | Marca País Ministry of Commerce, Industry and Tourism Fondo de Promoción Turistica Proexport Colombia