Ir al contenido

Encuesta

Você utiliza aplicativos para dispositivos móveis com informação sobre destino quando viaja para Colômbia ou outros países?

Resultados

Viajar a Colômbia: ao ingressar


Números de emergência (linhas gratuitas nacionais):

  • Polícia Nacional: 112
  • Defesa Civil: 144 ou 640 0090 em Bogotá
  • Departamento Administrativo de Segurança DÁS: 153
  • Cruz Vermelha Colombiana: Ingresse a www.cruzrojacolombiana.org e confira o número telefônico da seccional do departamento correspondente.
Muitos estrangeiros ficaram em Colômbia, apaixonados por este país e por sua gente

Alfândega

O viajante procedente do exterior, ao chegar a Colômbia receberá o formulário de Declaração de Bagagem e Dinheiro, que será assinado por ele. Neste formulário se deverão especificar os efeitos pessoais, mercadorias e a quantidade de dinheiro que ingressa ao país.

Efeitos pessoais

Consideram-se como tal, todos os artigos novos ou usados que um viajante possa precisar para seu uso pessoal em decorrência da viagem, tendo em conta as circunstâncias da mesma, que se encontrem em suas bagagens acompanhadas, ou os levem consigo ou em sua bagagem de mão, com exclusão de qualquer mercadoria que constitua expedição comercial.

Bagagem

Bagagem acompanhada
Trata-se da bagagem que ingressa o viajante ao momento de sua entrada ao país. Pode estar constituída por coisas de uso pessoal e/ou artigos permitidos.
Bagagem não acompanhada
É a que à chegada do viajante, ingressa ao país com anterioridade ou posterioridade e deve vir marcada com a seu nome. Se já se ingressou ou vai ingressar parte da bagagem por carga, deve-se declarar no formulário de Declaração de Bagagem e Dinheiro, e informar ao servidor público aduaneiro antes de sair da zona aduaneira. Caso contrário o envio terá o trâmite de nacionalização ordinária. A bagagem que entra trinta dias antes ou noventa dias depois da data de chegada do viajante deve pagar 15% de imposto.

Entrada de mercadorias livres de impostos

O viajante tem direito a introduzir na Colômbia além de suas coisas de uso pessoal, mercadorias livres de impostos.

Condiciones de mercadorias livres de impostos

  • Tempo de permanência no exterior: qualquer tempo.
  • Valor da mercadoria em dólares: US$ 1.500.
  • Tipo de bens: de uso pessoal e familiar.
  • Quantidade máxima: quantidades não comerciais.
  • Tipo de bagagem: acompanhada.

Trâmite de revista

Muitos estrangeiros ficaram em Colômbia, apaixonados por este país e por sua gente

Consiste em usar o "semáforo", um sistema que escolhe aleatoriamente determinada bagagem.

Se ao oprimir o botão à entrada do semáforo se acende a luz verde, o viajante pode continuar, mas se é vermelha deve submeter-se a revisão.

Os passageiros procedentes do exterior que conformem a totalidade de sua bagagem com mercadorias livres de impostos, podem tomar o circuito de não “declarantes” (semáforo).

As pessoas que trazem artigos para declarar, devem aproximar-se a servidores públicos da DIAN para pagar os impostos.

Exemplo 1
uma pessoa que permaneceu quatro dias no exterior, pode ingressar a Colômbia uma aspiradora, uma máquina de costurar, um televisor, uma câmara de video ou um computador ou bens de uso pessoal, desde que não excedam os US$ 1.500.
Exemplo 2
Se o viajante ingressa um computador que custa US$ 2.000, deverá pagar impostos somente sobre US$ 500.

Entrada de mercadorias que pagam impostos

O viajante tem direito a introduzir a Colômbia além de suas coisas de uso pessoal, mercadorias que pagam impostos.

Condiciones mercadorias que pagam impostos

  • Tempo de permanência no exterior: 5 dias ou mais.
  • Valor da mercadoria em dólares: US$ 2.500, adicionais.
  • Tipo de bens: Artigos de uso doméstico sejam ou não elétricos, artigos esportivos e artigos próprios de arte ou ofício do viajante.
  • Quantidade máxima: 3 unidades de cada um.
  • Imposto a pagar: US$ 1.500.oo livre de impostos, US$ 2.500.oo pagando o 15 % de imposto. Só uma vez ao ano.
  • Tipo de bagagem: Bagagem acompanhada ou não acompanhada.

Entrada de mercadoria por parte de menores de idade

Só podem introduzir mercadorias até por um valor equivalente a 50 % das cotas aqui assinaladas.

Artigos ou bens que não podem ingressar sob esta modalidade

  • Veículos e material de vias férreas ou automóveis.
  • Aeronaves ou aeródinos, balões, dirigíveis e planadores.
  • Barcos ou qualquer artefato flutuante e/ou suas partes.
  • Armas, munições e explosivos.
  • Material de transporte como pneus e peças de reposição para carros ou maquinaria.
  • Exceção: bicicletas, cadeiras de rodas e carrinhos de bebê.
Exemplo
Se o viajante permaneceu fora mais de cinco dias, a cota é até de US$ 4.000. Aqui se incluem os artigos de uso doméstico, esportivos e os que são próprios da arte ou ofício do viajante. Pode ingressar até 3 unidades de cada um, que não excedam a cota de US$ 4.000, dos quais US$ 1.500 estão livres de impostos. Os US$ 2.500 restantes pagarão o 15% de impostos (uma só vez ao ano). Por isso é importante levar sempre a nota fiscal dos artigos adquiridos para verificar seu valor.

Declaração de bagagem e pagamento de imposto

O prazo para a chegada dos utencílios ao território aduaneiro nacional é de um mês antes ou quatro meses depois da data de chegada de seu proprietário. Faz-se a declaração.

Para o pagamento do imposto, deve-se ir “ao Circuito de Declarantes” para a revisão da bagagem e anexar:

  • As notas fiscais das mercadorias.
  • Passaporte.
  • O destacável do tiquete.

Pode-se pagar o imposto, em dinheiro nacional ou de livre conversibilidade. Em caso de não apresentar à alfândega as mercadorias que devem pagar imposto, estas serão confiscadas.

Taxa aeroportuária

Para maior informação conferir na Chefatura de Serviços Aeroportuários, telefone Ext. 2588 e 2083 ou ao fax (+571) 413 9459.

Nacional: Paga-se no aeroporto.

Estão isentos:

  • Os passageiros em trânsito ou conexão que chegam e saem na mesma data com destino diferente ao de sua origem.
  • Os tripulantes de empresas Colombianas que viajem em exercício exclusivo de seu cargo.
  • O pessoal das forças militares e a polícia nacional Colombiana que viajem em missão oficial.
  • Os menores de dois anos de idade.
  • Os servidores públicos da Aeronáutica Civil que viajem em missão oficial.

Internacional: Fixa-se de acordo com a TRM.

Estão isentos:

  • Os passageiros em trânsito internacional.
  • As delegações desportivas oficiais credenciadas pelo governo Colombiano.
  • Os servidores públicos da Aeronáutica Civil que viajem em missão oficial.
  • As pessoas deportadas ou não admitidas no país.
  • Os membros das forças militares e da polícia nacional Colombiana em serviço ativo que viajem em missão oficial.
  • Os membros de tripulações regulares das empresas de transporte aéreo quando viajem em exercício exclusivo de seu cargo.
  • As malas diplomáticas.
  • Os instrumentos musicais que ocupem cadeira numa aeronave.
  • Os menores de dois anos de idade.

Entrada de moeda estrangeira

O viajante que faça entrar ao país quantias totais superiores a 10 mil dólares dos Estados Unidos de América ou seu equivalente em outras moedas, inclusive moeda legal Colombiana em efetivo por mais do que este valor, está obrigado pela lei a declarar no Formulário de Declaração de Bagagem e Dinheiro.

O viajante pode ingressar ao país, desde que não supere a soma disposta pela lei:

  • Moeda estrangeira em efetivo.
  • Moeda estrangeira em títulos representativos da mesma.
  • Instrumentos negociáveis da moeda estrangeira.

Sanções e retenções

Se o viajante não faz a declaração exigida da entrada da moeda estrangeira ou faz declarações falsas, incompletas, desfiguradas ou equivocadas, as autoridades poderão fazer a retenção dos valores e impor as sanções cambiais correspondentes.

Muitos estrangeiros ficaram em Colômbia, apaixonados por este país e por sua gente

Importação temporária

Os viajantes não residentes em Colômbia, têm o direito a introduzir temporariamente e livre de impostos: os artigos para uso pessoal, profissional ou bens que vão usar durante a estadía no país. Ditos artigos ou bens devem ser mencionados no formulário de Declaração de Bagagem e Dinheiro. Ao finalizar a estadia em Colômbia, os artigos ou bens deverão ser tirados do país pelo viajante.

Material vegetal ou animal

A legislação sanitária Colombiana tem acesso restringido de plantas, partes delas, animais ou produtos dos mesmos.

Se o viajante ingressa material vegetal ou animal deve informar de imediato ao servidor público do serviço de previdência portuária do Instituto Colombiano Agropecuário ICA presente no Aeroporto.

Transporte de animais de estimação

Exige-se para a mobilização de animais de estimação em vôos internacionais:

  • Certificado de saúde com máximo oito dias de expedição, assinado por um veterinário.
  • Certificado de vacinas vigente.
Para os vôos nacionais se deve solicitar:
  • Guia interna de mobilização, uma vez apresentado o certificado de vacinação vigente, expedido por um veterinário. Maior informação no telefone 4251000 Ext. 2297 – 2330.
Muitos estrangeiros ficaram em Colômbia, apaixonados por este país e por sua gente

Artigos para o uso domésticos

Os não residentes no país que ingressem ao território nacional para fixar sua residência têm direito a introduzir, sem registo ou licença de importação, as coisas de uso pessoal e os artigos para uso doméstico correspondentes a sua unidade familiar.

Os artigos para o lar estão sujeitos ao pagamento de tributos aduaneiros e não poderá declarar-se antes da chegada de seu proprietário ao país, a cujo nome deve vir indicado.

Para sua declaração, se deverá diligenciar o formulário que prescreve a Direção de Impostos e Alfândegas Nacionais - DIAN. De conformidade com o disposto no artigo 92 da Lei 488 de 1988, as mercadorias que fazem parte dos artigos para o lar pagam um tributo único de 15% ad-valorem.

Contato

Proexport Colombia
Calle 28 A Nº 13A-15 Piso 36
E-mail: Correo electrónico info ARROBA colombia PUNTO travel

Colombia | Marca País Ministry of Commerce, Industry and Tourism Fondo de Promoción Turistica Proexport Colombia